segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Pesquisa Nascer no Brasil

A pesquisa Nascer no Brasil foi realizada em todo o Brasil, um total de 23.894 mulheres entrevistadas.
Dessas mulheres:

60% iniciou o pré-natal após 12 semanas gestacionais
Apenas 59% conheceu e se vinculou à sua maternidade de referência
20% passou por mais de um serviço antes de ser admitida para o parto
No Sul e Sudeste as maternidades do SUS apresentam estrutura igual ou melhor do que as maternidades privadas
Grande parte das mães e bebês foi exposta riscos evitáveis e desnecessários
52% das mulheres brasileiras deu à luz por cesariana, 88% das quais em maternidades privadas
80% dos partos ocorreu com financiamento do SUS
A maioria das mulheres que deu à luz por parto vaginal não teve assistência adequada, humanizada, sendo atendida em um modelo de atenção extremamente medicalizado, que ignora as evidências.
A maioria ficou deitada, em jejum, deu à luz em litotomia, com episio e manobra de Kristeller.
Apenas 20% teve presença irrestrita de acompanhante em todo o período de internação.
Apenas 15% das mulheres com cesariana anterior teve parto normal na gestação seguinte.
Apenas 20% das mulheres que desejam parto normal desde o início da gravidez conseguiu efetivamente parir
Apenas 5% teve parto natural
Apenas 15% teve parto com enfermeiros obstetras

Fonte:
http://www6.ensp.fiocruz.br/nascerbrasil/principais-resultados2/

Nenhum comentário: