quinta-feira, 27 de abril de 2017

A consulta da doula

Você descobriu que está grávida! Parabéns! E agora?
O que está acontecendo no seu corpo? Por quê do sono, enjoo, sangramentos, dores de cabeça?
O que é importante fazer tecnicamente (exame físico, de sangue, de imagem?) e o que é desnecessário?
O que é importante saber para se preparar para o desafio de maternar?
Ao marcar um atendimento com seu médico a primeira frustração: consulta rápida, sem acolhimento, com orientações padrão, poucas explicações, muitos exames que nem sempre são explicados.
Como melhorar essa experiência? Marcando uma consulta com uma doula!
A doula é a profissional que irá te atender em casa, junto com seus familiares se você desejar, e irá acolher as suas dúvidas sobre sinais, sintomas, dará dicas de alívios naturais para sues incômodos em qualquer fase da gestação. Ela irá te informar sobre os sinais de alerta para sua saúde e do seu bebê e acionará uma equipe caso haja necessidade de suporte (psicólogo, enfermeiro, fisioterapeuta, médico).
Ela irá discutir com você o plano de parto, os locais de parto, seus desejos e preferências para o grande encontro com eu filho, a cada mês trazendo mais dicas para te fortalecer para o parto que você deseja e merece.
Você pode contratar um atendimento individual ou um pacote de serviços, como preferir!
Converse com uma doula e aumente sua segurança em relação à gestação, parto e amamentação!



"Rebeca me falou que estava trabalhando com uma equipe legal e nova em Divinópolis, cidade vizinha a minha, e eu topei conhecer. Uma amiga muito querida engravidou na mesma época que eu, então consultávamos juntas e rachávamos o valor do deslocamento da equipe até Lavras, que é onde moramos. 
Fiz pré-natal com um médico que está se humanizando aqui na minha cidade e com a equipe que atenderia meu parto domiciliar. Aqui foi a primeira diferença que eu notei: as consultas com a equipe do PD (parto domiciliar) eram demoradas e tomavam a tarde inteira; elas conversavam não só comigo, mas com o Luciano e com Aurora, tiravam dúvidas, conversavam sobre os meus medos, sobre o que eu queria pra mim e pro meu bebê. Era o tipo de consulta que eu gostaria de ter tido lá em 2010 quando tive Aurora e que a gente não encontra num pré-natal tradicional. Aurora media minha barriga junto com a Fabi (enfermeira obstetra, mas que eu vou chamar de parteira pq não consigo chamar de outro jeito), ouvia os batimentos do bebê, media minha pressão, enfim, ela participava de todo o processo da consulta e também tirava as dúvidas dela. Foi um pré-natal muito gostoso." Aretha, mãe da Aurora e do Dante, Lavras/ MG


Nenhum comentário: